Ser ou não ser Lyrics

Valete Lyrics Ser ou não ser

  Browse by artist name Search Browse by soundtrack
 A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Ser ou não ser


by Valete. Buy album CD: EducaçãO Visual


(Foda-se...)

Linguagem obscena pra quem não sai do meu caminho
Aqui no comando sou eu que traço o meu destino
real e genuíno, ditador da minha vida
(?), sou assim desde a partida
vocês não são ninguém pra ditar as minhas regras
eu faço o que vocês fazem, já fugi
e não me pegas!
com essa falsidade perigosa como uma bala
tou-me a cagar para aquilo que a vossa boca fala
escuta filho da puta a minha alma não é corrupta
só me pertenço a mim, tenho autonomia absoluta
não quero interferências, não sigo fucking tendências
aquilo que vocês pensam em mim nunca terá influência
gente como tu faz o que toda a gente faz
frágil, sem personalidade, incapaz
modafuckaz, não me assemelho à vossa espécie
cínicos camaleões, nem a vossa mãe vos conhece
sou sempre igual, seja famoso ou desconhecido
sempre a mesma cara para os amigos e inimigos
toma este aviso, começa a andar pelos teus pés
porque se tu não foste o mesmo, tu não és!

[refrão]
(É sempre) o mesmo puro, verdadeiro e genuíno
há uma vida pra cada um e a minha eu vivo sozinho
só vou fazer o que sinto, tou-me a cagar para o que é suposto
um homem, uma vida, uma voz, um rosto! (2x)

Só consigo ser eu, sou alérgico a máscaras
eu não vou para onde eles vão só para tar de bem com as massas
mente suberana, autenticidade en persona
eu tou sempre na margem, não é o meio que me condiciona
independente, uma cara e a mesma de sempre
se o mundo é preto e cinzento eu sou transparente
comportamento e sentimento em sintonia coerente
dos iguais eu sou diferente por isso xamas-me demente
lança-me no manicómio e diagnostia mente abstracta
não me adapto a vocês que sa fodam psiquiatras
só me adapto a mim próprio, eu sou
ontem hoje e amanhã topa, eu sou
tu não me conheces puto, porque eu não sou o que visto
eu sou o que penso, o que faço, o que digo, o que escrevo, o que sinto
nunca me minto, e à falsidade não peço auxílio
a verdade é o meu fim, a verdade é o meio para atingi-lo.

[refrão]
(É sempre) o mesmo puro, verdadeiro e genuíno
há uma vida pra cada um e a minha eu vivo sozinho
só vou fazer o que sinto, tou-me a cagar para o que é suposto
um homem, uma vida, uma voz, um rosto! (4x)



sheet music Buy Valete sheet music
cd Buy Valete CDs
guitar tabs Valete guitar tabs
Album: EducaçãO Visual (2002) Lyrics
cd Buy "EducaçãO Visual" CD
  1. À noite
  2. Beleza artificial
  3. Chegou a hora
  4. Educação visual
  5. Ele & ela
  6. Exibicionismo
  7. Freelancer
  8. Liricistas
  9. Mulher que deus amou
  10. Nada a perder
  11. Nossos tempos
  12. Pseudo mcs
  13. Ser ou não ser
  14. Serial killer

Comments







Song words / lyrics from EducaçãO Visual album CD are property & copyright of their owners and provided for educational purposes.
DMCA Policy | Add/correct lyrics  |  Request lyrics  |  Links  |  Privacy | Contact us    © STLyrics.com 2002 -