» » »

Elegia Sanjoanina Lyrics

Elegia Sanjoanina by Rui Veloso  

CD  ·  DVD  ·  Sheet music


Elegia Sanjoanina Foi no ano passado
Na noite de São João
Andava o baile animado
E eu todo engatatão

Fui parar ao braços dela
No meio da confusão
Fitei-a lá bem nos olhos
Não mais a larguei da mão

Dançamos num rodopio
Bebemos vinho e cerveja
Acordamos manhã alta
Nas traseiras duma igreja

Ela disse "Estou quilhada
O meu pai vai-me matar"
E eu disse "Está descansada
Que eu vou lá para o enfentar"

Tenho pena, mas sou um teso
Nada tenho para te dar
A não ser um lume aceso
Para te abrasar

Falei-lhe de homem para homem
Quais as minhas intenções
Eu trabalho e sou honesto
Mas sem grandes ambições

Ai eu cá para a minha filha
Quero alguém que tenha peso
Não gastei tanto a criá-la
Para a vir casar com um teso

Ela é boa na costura
E sabe cozinha francesa
Toda ela é finura
Bom trato e delicadeza

Já ganhou um concurso
Do vestido de Cheeta
Queria você um "Sem Curso"
Levar coisa tão bonita

Tenho pena, mas sou um teso
Nada tenho para te dar
A não ser um lume aceso
Para te abrasar

Disseste que eu era demais
Quase me chamas-te artista
Nas carícias dos portais
Mas era tudo fogo de vista

Hoje talvez nada te falte
O teu homem é Doutor
Mas o teu olhar perdeu
Daquela noite o fulgor

Tenho pena mas sou um teso
Nada tenho para te dar
A não ser um lume aceso
Para te abrasar

(Carlos Tê/Rui Veloso)



CD  ·  DVD  ·  Sheet music
Comments

comments powered by Disqus