Nunca, Mesmo Nunca Lyrics

Dealema Lyrics Nunca, Mesmo Nunca

  Browse by artist name Search Browse by soundtrack
 A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Nunca, Mesmo Nunca


by Dealema. Buy album CD: Other Songs A - V


Há quem não veja evolução
E tem noção como ganha-pão
32 anos e estereo fusão
A vida rouba o tempo
O tempo rouba-te a vida
Mas o tempo não existe quando a mente é criativa
Ensinado a ser idêntico, sou valioso
Respeitem o meu espaço
O que eu faço é grandioso
Filho da lua, a galope em busca de um sonho
Há sete cães a um osso
Mas eu visto a pele de um lobo
Não sou hipócrita,
Unha negra não tem verniz
Quem é que realmente já aprendeu a ser feliz!

Sou aprendiz, disseco o sentimento ao máximo
De certeza absoluta o meu futuro é problemático (2x)

Sob esta febre manos, ok, passo a explicar
O sintoma desta doença que nos permite respirar
A magia de um verso
A longevidade do mesmo
A natureza de um conceito
A profundidade de um termo
O empenho pessoal, físico e mental de um individuo
Sabendo que o reconhecer do erro é um bem adquirido
Expansão, quatro paredes além fronteiras
Interacção das massas entre tribos e cimeiras
O poder do vocábulo metafórico ou real concreto
O impacto quando a frase bate no momento certo
Um passo a frente mas observando bem de perto
Conteúdo inesperado como ganhos directo
Repleto de sentimento excêntrico num sonho de viver a 100%
Não a nível material
Eu pretendo tocar por dentro
Afastar as nuvens deste céu cinzento
Que nos perseguem aos anos no espaço e no tempo
Mergulho fundo no basto oceano criativo
Num mundo novo hiberno em estado meditativo
Nas aguas límpidas onde persigo obras-primas
Vejo cardumes de palavras alinhadas em rimas
Canalizo-as, verbalizo-as
Como uma ladainha
Com elas mudo vidas que mudam a minha
No reflexo permanente do que o espírito deseja
Sem oferecer a sociedade a liberdade de bandeja
Porque a negatividade é sinónimo de escuridão
Transporto a luz
O meu diamante é o coração
Estou consciente da missão
Construo realidade com frases
Meu vicio sem reabilitação
Sei que posso vir a ser
O que aspirar ser
Sempre com visão poética presente no meu ser
E nunca, mesmo nunca te vou abandonar
Enquanto poder escrever e conseguir citar

Quero acordar sentir o prazer de viver
Fazer somente aquilo que eu adoro fazer
Cada dia menos a ganhar e mais a perder
Nesta vida de esperar o fim do mês para receber
São as escolhas que fazemos
Direita, esquerda, vida, morte, ganha e perda
Filho, tu és divino
Ninguém tem de ser escravo do destino
Não acredito
O pensamento colectivo
O meu caminho, espiritual, é individual
Vou ao encontro de um trilho
Que espera por ser seguido
Na selva urbana eu sobrevivo
Eu amo a musica não a industria
A salvação face a erosão da sanidade
Escrevo sem o medo de dizer a verdade
Tudo é vaidade
Tenho um encontro na cidade' com a música.




sheet music Buy Dealema sheet music
cd Buy Dealema CDs
guitar tabs Dealema guitar tabs
Album: Other Songs A - V Lyrics
cd Buy "Other Songs A - V" CD
  1. A Cena Toda
  2. A Chave Da Saída
  3. A Fundação
  4. Anatomia Do Espirito
  5. Bofiafobia
  6. Escola Dos 90
  7. Expresso Do Submundo
  8. Fado Vadio
  9. Infiéis (Ninguém Teme)
  10. Lei Das Ruas
  11. Mergulha Na Felicidade
  12. Nunca, Mesmo Nunca
  13. Quando O Amor Se Torna Veneno
  14. Sala 101
  15. Talento Clandestino
  16. Tributo
  17. V Império

Comments







Song words / lyrics from Other Songs A - V album CD are property & copyright of their owners and provided for educational purposes.
DMCA Policy | Add/correct lyrics  |  Request lyrics  |  Links  |  Privacy | Contact us    © STLyrics.com 2002 -