Soundtracks: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

List of artists: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #



Recommended site
A-Z Lyrics Universe
Lyrics/song texts are property and copyright of their owners and provided for educational purposes.

Pregos Lyrics by Da Weasel

 

Pregos by Da Weasel


Acendo mais um cigarro
Mais uma ves fao um esforo se nao apago
Quando engulo o ultimo ansiolitico prevejo um sero apocaliptico
Contigo o conhecimento surgia como um rebento
Dizem que o tempo tudo cura, no me contento
Sento-me um pouco em frente da televiso desesperadamente espera de um empurro
Mas no, continua a no acontecer nada
Maada, imagens desfocadas surgem a' desfildada
Subitamente dou comigo assim, a pensar palavras abstractas como um rim
Abstracto, de bom grado, assinarei eu um pacto
Exacto, diabo, passa-me o contracto
Vendo-te a alma quando o corpo for enterrado
Pronto para continuar a ser devorado
Por que e' que hei-de correr para o que quer que seja
Se afinal no e' isso que o meu corpo deseja?
Sinto-me como um bb perguioso e dorminhoco
Deixando-me levar a pouco e pouco
E continua a no acontecer nada
Maada, imagens desfocadas surgem a' desfildada
Subitamente dou comigo assim, a pensar palavras abstractas como um rim
Pai nosso que estais no cu , sei que falo contigo do lugar do ru
Mas preciso de algo para sarar as minha chaga
J agora diz-me , tens a alguma vaga?
(X2)
Basta!
D-me um batuque que eu preciso de danar
D-me antes a tua boca para eu a beijar
Vejo na minha cabea um corpo balanante
Brilha quando abraa o do seu amante
E lembro-me de ns, da tua vz, de noite inanarraveis passadas a ss
A chuva que me atrai pica como um alfinete
Atirei-me de cabeca sem um capacete
Nada de complexo, apenas o relfexo
Todas as loucuras teem o seu nexo
J nao digo o mesmo das emoes
Experimentadas nas minhas invariaveis deambulaes
Vagabundo nocturno caido de um boeiro
Como tantos outros sem um certo paradeiro
Da-me algum dinheiro para comer
No, no no no
Da-me algum amor para viver
Continua a no acontecer nada
Maada, imagens desfocadas surgem a' desfildada
Subitamente dou comigo assim, a pensar palavras abstractas como um rim
Pai nosso que estais no cu , sei que falo contigo do lugar do ru
Mas preciso de algo para sarar as minha chaga
J agora diz-me , tens a alguma vaga?
(X3